Biting everything that I meet
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2007
POESIA PORTUGUESA
VISEU SENHORA DA BEIRA (Fado) Viseu, Senhora da Beira Eternamente bonita Fidalga e sempre romeira D'uma beleza infinita; Numa das mãos o rosário Na outra o fuso a bailar Ao longe a voz do Hilário Cantando um fado ao luar. Refrão Viseu, Linda cidade museu Onde Grão-Vasco nasceu O génio de pintor nato Alvor, Do Lusitano valor Desse genial pastor Que se chamou Viriato. Viseu, Das serras erectas Como castelo vulqueiro A musa d'alguns poetas Como foi Tomás Ribeiro; Ai como eu gosto de vê-la Branca de neve e até Sulcando a Serra da Estrela De tamanquinha no pé. Refrão (...) By Graciano/Willoughby
     


publicado por osmeusolhares09 às 10:47
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

A TEIMOSIA... DOUTOR! AIN...

EU... SÓ EU... NADA MAIS

POEMA DA "MENTE"

A BURLA NOS TELEFONES » H...

TESTE DE PATERNIDADE NAS ...

A LOOK SUPER COOL ...

PORTUGAL POR ONDE VAIS

« "MANSO" É A TUA TIA, PÁ...

A LEI DA ROLHA E A VIRGE...

ESTRADA SEM SAÍDA

arquivos

Abril 2011

Março 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

A LEI DA ROLHA E A VIRGE...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds