Biting everything that I meet

Quinta-feira, 9 de Abril de 2009
PÁSCOA EM SEGURANÇA

"Caríssimos amigos, 

A PSP está desde o dia 28 de Março a reforçar o patrulhamento policial para que esta Páscoa seja mais feliz para todos vós. É o nosso desejo mais profundo que até ao dia 13 de Abril, dia em que concluiremos a nossa Operação, os cerca de 100.000 homens e mulheres que estiveram ao vosso serviço durante estes dias, tenham sido suficientes para se sentirem seguros no vosso País. Até ao momento e durante a Operação, malogramos a morte de 5 pessoas nas nossas estradas, desejamos neste fim-de-semana de Páscoa, que conduzam com precaução e cuidado, não queremos que faça parte desta trágica estatística.

Se vai sair de casa, não se esqueça de verificar se deixa as janelas bem fechadas, se tranca as portas e se retira o correio antes de sair, a PSP garante que estará atenta à vossa casa, como sendo o prolongamento da nossa Esquadra.

Boa Páscoa e se for caso disso, Boa Viagem com muita precaução!"



publicado por osmeusolhares09 às 14:14
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 7 de Abril de 2009
CÓDIGO DA ESTRADA - Quem paga Multas pode contestar

Código da Estrada: quem paga multas pode contestar

 

 

O Tribunal Constitucional (TC) declarou inconstitucional uma norma do Código da Estrada que impedia a contestação a quem pagasse a multa voluntariamente.

 

Segundo o Tribunal Constitucional, o pagamento voluntário da coima «impedia o arguido de, na impugnação judicial da decisão administrativa que aplicasse a sanção acessória de inibição de conduzir, questionar não só a correcção da qualificação jurídica dos factos, mas a própria verificação dos factos e mesmo a ocorrência de vícios de vontade que tivessem inquinado a decisão de proceder ao pagamento voluntário da coima».

Segundo o TC, esta norma é inconstitucional, uma vez que, ao condutor que paga voluntariamente a coima, «não é consentido, na fase de impugnação judicial da decisão administrativa que aplicou a sanção acessória de inibição de conduzir, discutir a existência da infracção». E neste sentido, considera que este critério normativo «violava o direito dos cidadãos de acesso aos tribunais para tutela efectiva dos seus direitos e interesses legalmente reconhecidos».

Recorde-se que o artigo 175 do Código da Estrada de 2005 refere que «o pagamento voluntário da coima não impede o arguido de apresentar a sua defesa, restrita à gravidade da infracção e à sanção acessória aplicável».

 

 


tags:

publicado por osmeusolhares09 às 21:43
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30


posts recentes

PÁSCOA EM SEGURANÇA

CÓDIGO DA ESTRADA - Quem ...

arquivos

Abril 2011

Março 2011

Novembro 2010

Setembro 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

tags

todas as tags

favoritos

A LEI DA ROLHA E A VIRGE...

Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds